A empresa está a reduzir a quantidade de açúcar adicionado do seu portfólio, ao reformular as bebidas existentes, preservando ao mesmo tempo o sabor que os consumidores adoram, a par de ter introduzido alternativas sem açúcares adicionados como a Coca-Cola zero® açúcar e outras marcas sem ou de baixo teor de açúcar a nível global. Outra das prioridades é expandir a disponibilidade de embalagens mais pequenas, como as mini latas. “Temos sido muito claros, para que possamos gerar um crescimento sustentável e rentável das nossas marcas, precisamos também de estimular e capacitar os nossos consumidores a controlar o consumo de açúcar. Estamos a fazer um esforço muito consciente, não apenas para expandir o nosso portfólio, mas para desenhar a nossa carteira de bebidas de uma forma ponderada”, afirmou James Quincey quando deu a conhecer a estratégia da nossa empresa.

Em Espanha e Portugal reduzimos o teor de açúcares em muitas das nossas marcas. Mais concretamente, no ano de 2014, reduzimos 30 % dos açúcares adicionados em Fanta e 80% em Sprite e em 2016 reduziu-se 33 % os açúcares adicionados em Powerade. Nos últimos 16 anos, a Coca-Cola em Portugal conseguiu reduzir 23 % do aporte de açúcar ou calorias por litro do total de vendas das bebidas da empresa. Oferecemos uma opção sem adição de açúcar na maioria das nossas marcas.

Promovemos a utilização de embalagens pequenas para ajudar os consumidores a controlar o consumo de açúcares. Oferecemos mais de 100 referências e 12 formatos diferentes para satisfazer os consumidores em cada ocasião.