Motivados e ansiosos para mudar o mundo. Foi assim que regressaram a casa os 80 jovens talentos escolhidos pela Coca-Cola, depois de apresentarem as suas ideias no evento One Young World, realizado em Haia.

O encontro, que contou com alguns dos líderes e empreendedores mais inspiradores da atualidade, reuniu mais de 1.800 jovens entre os 18 e 30 anos, de 190 países diferentes, que se juntaram para apresentar possíveis soluções para os problemas mais urgentes da Humanidade.

Durante o evento, que decorreu entre os dias 17 e 20 de outubro, discutiram-se temas tão variados como as alterações climáticas, a crise dos refugiados, o desemprego e a pobreza.

Os membros da Coca-Cola e os restantes participantes tiveram a oportunidade de ouvir e discutir ideias com representantes de várias empresas do mundo, organizações não-governamentais e inúmeras personalidades influentes, entre eles Bob Geldof, músico e ativista; Akon, cantor e empreendedor social; Christiana Figueres, arquiteta do Acordo de Paris contra a mudança climática; e Mark Tewksbury, um dos poucos campeões olímpicos que assumiu publicamente sua homossexualidade.

Planos ambiciosos para reduzir o consumo do plástico

Ulrike Sapiro, Diretor de Gestão de Água e Agricultura Sustentável da Coca-Cola e Joe Franses, Vice-presidente de Sustentabilidade da Coca-Cola European Partners, discutiram o problema da poluição marinha causada pelos resíduos de plástico e apresentaram os planos de ambas as empresas para combater esta realidade.

Ulrike e Joe realçaram algumas das medidas que já estão a ser tomadas, nomeadamente a criação de embalagens sustentáveis ou o aumento da sensibilização social sobre a importância da reciclagem. Deram o exemplo das máquinas de distribuição Coca-Cola Freestyle, que permitem reduzir o impacto ambiental dos recipientes, já que as bebidas são apresentadas em copos ou garrafas reutilizáveis.

Inovando mais além das embalagens tradicionais
Assim são algumas das embalagens reutilizáveis com microchip que podem ser usados com Coca-Cola Freestyle

Falaram, ainda, do programa Zero-Waste Cities, lançado na Grécia, que converte os resíduos de garrafas plásticas PET em móveis para espaços públicos, transformando os processos de distribuição num modelo de economia circular.

"O mundo tem um problema com o plástico e nós temos a responsabilidade de ajudar a resolvê-lo", referiu Ulrike, realçando que uma empresa sozinha não pode enfrentar um desafio de tal magnitude”.

Parte de um movimento global

Aqui estão alguns dos testemunhos dos participantes:

Katerina Saraki, Gerente de IPM e Controladora DME da Grécia, Chipre e Malta: "Depois de falar com aqueles que vieram ao encontro do ano passado, devo admitir que minhas expectativas eram altas. Agora posso dizer que a One Young World foi um dos momentos que eu irei recordar enquanto trabalhadora da Coca-Cola. Tive a oportunidade de conhecer e trocar impressões com colegas de outros departamentos da Companhia, mas também com representantes de outras empresas internacionais, jovens empreendedores e mentores muito inspiradores.”

Anastasia Rekshinskaya, Analista de Negócios na Rússia: "Gostei muito dos convidados, mostraram-se muito empenhados em tornar o mundo um lugar melhor, mais seguro, mais sustentável e mais brilhante". Fiquei emocionada ao ouvir o poderoso discurso de Muhammad Yunus, premiado com o Prêmio Nobel da Paz em 2006.

Alkistis Houliarakis, Gerente de Comunicações da Coca-Cola para a Europa Ocidental: "Fomos capazes de ouvir líderes de várias faixas etárias sobre os seus percursos de coragem, determinação e altruísmo, que os levaram a tomar medidas e enfrentar diretamente alguns dos problemas mais urgentes do planeta. A questão do plástico e da poluição dos mares e oceanos foi discutida durante todo o evento, e não foi feita sem que outros convidados nos perguntassem qual a nossa contribuição - como Companhia - para este problema. Para mim, isso mostrou que devemos continuar focados em adotar as ações e soluções certas e comunicar efetivamente o que somos. Devemos continuar a trabalhar com a taxa atual, em todos os níveis do negócio”.

Bieke Biesbrouck, Gerente de Marca Sénior Flavors & Adult BeLux: "Fiquei impressionado com o impulso da comunidade jovem internacional para fazer coisas que têm um impacto positivo no mundo e nas pessoas. A Coca-Cola, assim como outras empresas, aprendeu com suas perspetivas e circunstâncias. Os convidados inspiraram-se a agir e não duvidam que cada um de nós pode mudar o seu mundo e ambiente. Devemos falar menos e começar a fazer mais. A mudança depende de nós”.

Em outubro do ano passado, graças ao programa GeneradorES da Coca-Cola na Espanha, 25 jovens juntaram-se para fazer cinco propostas inovadoras e reais para o futuro do país sobre as alterações climáticas, política, novos modelos de negócios, igualdade e inclusão social e educação.

Como parte de seu compromisso histórico com os jovens e com a sociedade em geral, a Coca-Cola na Espanha vai realizar uma série de ações para implementar e divulgar essas propostas. No ano passado, cinco destes jovens chegaram mesmo a apresentar as suas ideias na Forbes Summit Reiventing Spain 2018, que contou com várias personalidades do mundo político, mediático e empresarial.

Este artigo é uma adaptação do publicado em Coca-Cola Journey Global