Arrancou em Portugal no início de março o BORA Mulheres, o projeto da Coca-Cola que pretende promover o empreendedorismo feminino. Lisboa deu início a uma ronda de cursos intensivos de um fim de semana em que as mulheres com uma ideia de negócio são convidadas a receber formação e assessoria para realizarem os seus sonhos. O Porto é o próximo destino deste projeto da Coca-Cola.

O resultado não é o mais importante, mas sim a viagem 

A empreendedora social Carolina Almeida, fundadora da organização de desenvolvimento nãogovernamental (ONGD) SAPANA.org e responsável pela primeira palestra, dá a conhecer a sua própria experiência. Como ponto de partida, esta mulher empreendedora incentiva as participantes a fazerem um exercício de introspeção. "Se realmente não sabem quem são, como podem realizar um projeto e ser boas líderes?", questiona. "É essencial que, em primeiro lugar, as mulheres reflitam sobre quem são, o que querem fazer e quais são as suas prioridades e limites”, acrescenta. 

Especialistas do BORA Mulheres
Lisboa deu início a uma ronda de cursos intensivos de um fim de semana em que as mulheres com uma ideia de negócio são convidadas a receber formação e assessoria para realizarem os seus sonhos.

Só depois desse exercício surgirá o caminho a seguir. "A verdade é que, na maioria das vezes, as mulheres mergulham num mar de dúvidas sobre a aventura do empreendedorismo. Encorajo-as a apreciar o processo e a partilhá-lo com as pessoas que as valorizam e impulsionam. O resultado não é o mais importante, mas sim a viagem”, comenta. 

Relutante em dar conselhos - como a sua avó, reconhece - a sua palestra tenta transmitir três mensagens-chave. "Deve tratar-se os demais como se fossem a sua mãe e investir numa boa rede de contactos, em networking”, indica. "Além disso, deve ouvir-se os nãos e fazer deles sins, porque muitas vezes uma porta pode fechar, mas abre-se uma janela", continua. Finalmente, “tem de se agir como se não houvesse um plano B, porque a motivação e a capacidade de esforço são vitais para o projeto florescer”, conclui Carolina Almeida. 

Manter a paixão, o combustível necessário 

A paixão é o mote da intervenção da fotógrafa Isabel Saldanha, com o workshop “Como vender o seu produto?”. "São muitas as frentes que se abrem quando se empreende e, por vezes, essa paixão inicial perde-se com formalidades e burocracias", admite. "Mas a paixão deve acompanhar-nos durante todo o processo, porque é o combustível que nos alimenta durante a caminhada", ressalta. 

Especialistas do BORA Mulheres

A profissional recomenda a criação de uma boa narrativa à volta do produto ou serviço para gerar impacto e ser realmente atraente para o cliente. "Há sempre histórias maravilhosas por trás dos empreendedores e empresários, por isso é essencial incorporar esse ADN na estrutura que é gerada. Toda a gente compra uma boa história”, resume Isabel Saldanha.

Conhecer as questões legais de cada etapa 

No início de um negócio, há muitas questões que devem ser tidas em conta, como os novos desafios e decisões a tomar. "Nem sempre se tem o tempo necessário para olhar para as questões legais”, alerta a advogada Sofia Bobone. A sua intervenção visa esclarecer os principais trâmites legais na execução de um projeto. "As leis são escritas com expressões muito complexas que não são acessíveis à maioria das pessoas. O que eu faço é explicar os aspetos fundamentais que devem ser conhecidos através de uma linguagem simples, que é facilmente entendida", afirma. 

Para esta especialista em Direito, a sociedade deve promover o espírito empreendedor, especialmente as mulheres, porque têm uma sensibilidade diferente. "Mas somos nós que temos que nos convencer de que há espaço para uma nova maneira de pensar e resolver problemas", assevera. 

Especialistas do BORA Mulheres
O projeto BORA Mulheres integra o programa “Avançamos”, uma estratégia de sustentabilidade da Coca-Cola para a Europa Ocidental.

O projeto BORA Mulheres é um bom exemplo disso. “Durante as formações, as salas estão cheias de mulheres com uma vontade enorme de desafiar o mundo e realizar os seus sonhos. E isso deixa-me orgulhosa”, sublinha. 

Se também quiser participar desta viagem transformadora do BORA Mulheres, pode fazê-lo através deste link.