A Companhia Coca-Cola, através da sua colaboração com (RED), decidiu celebrar o 25º aniversário do sucesso de bilheteria do filme Filadélfia com um minidocumentário que destaca o progresso feito na luta contra o HIV/ SIDA, desde o lançamento do filme, em 1993.

Nunca antes um estúdio em Hollywood tinha ousado abordar tal tópico e o filme ajudou a entender melhor a parte da propagação do vírus, o estágio final da doença e o estigma em torno dos afetados.

O filme, de 25 minutos e intitulado The Last Mile, apresenta diversas entrevistas com membros do filme Filadélfia, como Tom Hanks, Denzel Washington e Mary Steenburgen, assim como o guionista Ron Nyswaner, que entra no making off do filme e reflete sobre como esta ajudou a mudar a perceção social sobre o HIV/SIDA.

The Last Mile foi lançado na quarta-feira, 14 de novembro em Los Angeles, e está disponível a nível global em plataformas online como Amazon, iTunes, YouTube ou Facebook.

Além disso, como parte das ações para o Dia Mundial da SIDA, que é comemorado todos os anos no dia 1 de dezembro, o filme Filadélfia será relançado com uma versão em 4K Ultra HD a 27 de novembro.

“Com este trabalho, esperamos aumentar a consciencialização entre os espetadores mais jovens em relação à SIDA, e mostrar como a epidemia ocorreu nos anos 90”, refere Anne Carelli, gestora sénior de Integrated Marketing Content na The Coca-Cola Company. “Queríamos destacar o incrível progresso feito nos últimos 25 anos, mas também queríamos dizer a que a batalha contra a doença está ainda longe de terminar. O perigo é tirar o pé do acelerador, então, encorajamos os cidadãos a juntarem-se a nós e à (RED) para continuar a fazer a diferença na luta contra a SIDA.”

No final do documentário, dirigido por Kim Snyder, está incluído um link para a página de doações red.org/cocacola. A Companhia Coca-Cola vai igualar todas as contribuições, até dois milhões de dólares.

Em 2017, um milhão de pessoas morreram de SIDA no mundo. Quase 70% dos afetados estão na África Subsariana. Precisamente, The Last Mile viaja para Moçambique, concentrando-se no projeto Last Mile, que conta com a colaboração da Companhia Coca-Cola, da organização internacional The Global Fund, da USAID e da Fundação Bill & Melinda Gates, para transportar medicamentos vitais e outros suprimentos médicos para comunidades de difícil acesso, até aos locais mais recônditos do continente africano.

Um milhão de pessoas morreram de SIDA no mundo em 2017
Um milhão de pessoas morreram de SIDA no mundo em 2017. A maioria dos afetados estão em África.

No documentário, os telespetadores podem conhecer a Verónica, uma mãe de seis pessoas que viaja durante quatro horas de bicicleta para recolher antirretrovirais e medicamentos contra a malária, para depois os distribuir na sua aldeia de Quilimane. Ou a Luísa, com HIV, que teve a sorte de ter um bebé livre do vírus. Luísa está entre os 22 milhões de pessoas com HIV e acesso ao tratamento.

O projeto Last Mile começou em 2010 com o objetivo de redesenhar e melhorar o sistema de distribuição de medicamentos na Tanzânia, em colaboração com o Ministério da Saúde do país. O sucesso da iniciativa estendeu-se às comunidades de Gana, Moçambique, Nigéria, África do Sul, Libéria e Eswatini (antiga Swazilândia).

Esta inovadora parceria público-privada tira proveito das habilidades de logística e gestão da cadeia de valor da Coca-Cola, que lhe permite levar as suas bebidas para todos os cantos do mundo, a fim de fazer o mesmo com os medicamentos.

The Coca-Cola Company e (RED) lançam um documentário que mostra os avanços contra a SIDA
O projeto “Last Mile” aproveita as habilidades de logística e gestão da cadeia de suprimentos da Companhia Coca-Cola para levar os medicamentos até ao local mais recôndito da África.

(RED) foi fundada em 2006 pelo cantor Bono de U2 e Bobby Shriver com o objetivo de promover a luta contra a SIDA e facilitar os apoios de pessoas e empresas. Em 2011, a Companhia Coca-Cola anunciou a sua colaboração com (RED) para unir os esforços globais contra o vírus e o surgimento de uma geração livre de HIV/SIDA.

Este artigo é uma adaptação do publicado na Coca-Cola Journey Global.