Enquanto no próximo domingo milhões de famílias, amigos e rivais desportivos irreconciliáveis irão permanecer reunidos em frente aos seus pequenos e grandes ecrãs para assistir à grande final de futebol americano, a Coca-Cola irá relembrar que a união, e as diferenças, serão sempre belas.

Num anúncio de 60 segundos com o slogan Uma Coca-Cola é uma Coca-Cola, a marca sublinha que a Coca-Cola, qualquer Coca-Cola, é, e sempre foi, para todos.

O spot de vídeo, prévio ao evento, será transmitido imediatamente antes do hino dos Estados Unidos da América (EUA) começar a tocar, mostrando um elenco de personagens animadas desfrutando do excelente sabor de Coca-Cola, em diferentes formatos e nas suas diferentes variedades. Cada imagem e cada palavra foram escolhidas, cuidadosamente, para criar uma sensação de união, independentemente de etnia, género, religião, profissão, estilo de vida ou ponto de vista, visando uma celebração das diferenças em torno de uma Coca-Cola bem fresca.

“A grande final de futebol americano é uma oportunidade para que o país se reúna e para mostrarmos os valores que a marcar tem vindo a adotar há mais de 132 anos”, afirmou Jennifer Healan, diretora do grupo de marketing integrado da Coca-Cola na América do Norte. “O anúncio consiste numa canção de otimismo, diversidade e inclusão, que a marca integra de forma única”.

O slogan Coca-Cola é uma Coca-Cola encontra-se “inspirado num excerto de um livro A Filosofía de Andy Warhol, publicado em 1975: “O melhor deste país é o facto de este ter estabelecido o costume de que os consumidores mais ricos compram, essencialmente, o mesmo que os mais pobres. Pode estar à frente da televisão a assistir a um anúncio da Coca-Cola, e vai saber que o presidente bebe Coca-Cola, tal como a Liz Taylor. E apenas deve pensar que também a pode beber. Coca-Cola é uma Coca-Cola, e nenhuma quantia tornará a sua Coca-Cola diferente das restantes. A Coca-Cola é sempre a mesma, é saborosa e igual à que a Liz Taylor bebe, assim como a do Presidente e tal como a do sem-abrigo. E você também sabe disto.”

“Devido a este importante evento, a marca convidará influencers para partilharem sefies nas suas redes sociais com a mensagem “Toghether is Beautiful, com a finalidade de mostrar o que os torna únicos.” As imagens selecionadas serão recriadas digitalmente, semelhantes ao do anúncio, e serão partilhadas no Instagram da Coca-Cola na noite do evento. A marca também responderá aos seguidores do Twitter, com mensagens motivadoras dos personagens de A Coca-Cola é uma Coca-Cola.

‘Together is Beautiful’: Coca-Cola aproveita a grande final de futebol americano para celebrar a diversidade
O anúncio está inspirado num excerto de um libro “La Filosofia de Andy Warhol”, de 1975.

A marca Coca-Cola aproveitou as inúmeras ocasiões de publicidade que promovem a grande final de futebol americano para promover a sua mensagem. E o facto de o anúncio ser emitido momentos antes do início do hino dos EUA transmite uma clara intencionalidade.

“Esta mensagem intemporal é especialmente relevante no momento atual, perante o que está a acontecer na nossa sociedade, e esperamos que se reflita fortemente no público quando este se juntar como um país para cantar o hino”, disse Brynn Bardacke, vice-presidente, produtor de conteúdo e criativo da Coca-Cola na América do Norte.

Celebrando a diversidade em Atlanta

‘Together is Beautiful’: Coca-Cola aproveita a grande final de futebol americano para celebrar a diversidade
O compromisso de Atlanta com a diversidade e a inclusão social é histórico.

Aproveitando a visita de dezenas de milhares de pessoas a Atlanta, onde terá lugar o evento, a Coca-Cola colocou em marcha uma interessante iniciativa que visa mostrar o compromisso da cidade com a diversidade e inclusão social. Assim, a Fundação Coca-Cola atribuiu mais de um milhão de dólares (mais de 870.000 euros) para que todos aqueles que desejam visitar o Centro de Direitos Civis e Humanos o possam fazer de forma gratuita a partir de 28 de janeiro até ao final de fevereiro.

O objetivo prende-se em conectar a história do movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos, com os problemas dos direitos civis e humanos em todo o mundo e mostrar o rico legado, em sua defesa, que valoriza a cidade de Atlanta.

Historicamente, a Coca-Cola tem sido fundamental na condução para uma Atlanta mais acolhedora, aberta e inclusiva. Em 1965, os líderes da empresa desempenharam um papel fundamental na garantia de que Martin Luther King fosse devidamente reconhecido pela cidade após ganhar o Prémio Nobel da Paz.

No decorrer da última década, a Companhia e a Fundação Coca-Cola investiram mais de 160 milhões de dólares (quase 140 milhões de euros) e dezenas de milhares de horas de trabalho Voluntário para apoiar programas sociais, económicos e ambientais na cidade, incluído a doação do terreno no qual se encontra implementado o Centro de Direitos Civis e Humanos. 

Este artigo é uma adaptação do publicado em Coca-Cola Journey Global