É possível que, farto de ver como os seus amigos e colegas participam em corridas sem grande esforço, se tenha animado a participar numa. Mas, por onde começar? Quer esteja a pensar em participar numa corrida de 5 km, 10 km ou meia maratona, todas corridas frequentes e abundantes em Portugal de algum tempo a esta parte, há vários conselhos básicos a ter em conta antes de começar no mundo das corridas. Alguma preparação física e muita motivação irão ajudá-lo a cruzar a linha da meta sem problemas.

1. Organizar-se

Prepare um plano de treinos baseados em várias distâncias e no tempo disponível que tem para sair para a rua e correr. Há várias páginas na Internet que o podem ajudar. O mais importante é cumprir o seu plano.

2. Encontrar uma motivação

Um aspeto básico é estar mentalmente preparado para calçar as sapatilhas e começar a correr. Há quem adquira toda a sua energia matutina com sessões antes de ir trabalhar. Outros preparam listas de reprodução com as músicas preferidas para se alegrarem durante as sessões. Encontro o que o faz correr e apoie-se nisso para não se desmotivar. Correr com companhia também ajuda.

3. Não desistir

Não terá vontade de treinar todos os dias. Não se preocupe, acontece a todos. Somos humanos e cansamo-nos ao fim de vários dias de treinos. Estará cheio de energia em algumas semanas e noutras nem tanto. O importante é ultrapassar os períodos menos estimulantes e saber que são apenas fases.

4. Manter o seu próprio ritmo

Quando chega a hora de treinar, pode haver dias ou semanas em que se sinta tão entusiasmado que vai querer ir além do que fez até então. Com cuidado: é sempre melhor não ultrapassar os limites do próprio corpo. Pensa antes de correr mais quilómetros do que o previsto, quer seja porque se sente especialmente bem ou porque na semana anterior correu menos.

5. Divirta-se!

As corridas são sempre o menos importante: o principal é praticar diariamente desporto e divertir-se com isso. Correr está relacionado com cada um e as metas somos nós que as colocamos. Divirta-se! No final, a corrida não será mais do que uma meta que antes nos parecia muito distante.

Imagem: Josiah Mackenzie