És um dos que hiberna nos meses mais frios, ou daqueles que apreciam a neve e as temperaturas mais baixas? Se pertences a este segundo grupo, vais adorar a nossa proposta, pois reunimos sete desportos de inverno para os mais aventureiros. Acompanhas-nos?

Skijöring

O desporto de inverno ideal para os amantes de animais, já que consiste em esquiar com a ajuda nos nossos fiéis amigos caninos, que nos puxam enquanto deslizamos pela neve. Obviamente, tanto nós como os cães devemos estar bem preparados para enfrentar o caminho: há que prever as condições climatéricas, a distância a percorrer, a orografia da zona... Uma oportunidade fantástica para combinar desporto, animais, neve e muita diversão.

Moto de neve

As corridas de motos de neve são um desporto muito popular em regiões frias como o Canadá ou norte dos Estados Unidos. Nos territórios árticos, a moto de neve utiliza-se como meio de transporte normal, embora a maioria seja utilizada para fins recreativos. Com esquis na parte dianteira para que se possa manobrar e tração de lagarta na parte traseira, conduzir uma moto de neve é uma das atividades mais divertidas que o inverno nos oferece. Se tiveres experiência e destreza necessárias para isso, podes atrever-te até a fazer uns saltos e acrobacias.

Bobsleigh

Imaginas-te a descer a mais de 150 quilómetros por hora por uma pista gelada? O bobsleigh consiste nisso, uma das modalidades olímpicas de descida em trenó. Prepara-te para enfrentar as várias curvas do circuito a uma velocidade vertiginosa em cima de um destes curiosos trenós. O bobsleigh é praticado em grupos de 2 ou 4 pessoas, por isso alicia os teus amigos mais corajosas para se divertirem em conjunto numa aventura sobre o gelo.

Skeleton

skeleton é outra das modalidades olímpicas de descida em trenó, embora muito mais arriscada do que o bobsleigh. É praticado diretamente em cima de um trenó de metal, sem mais proteção além de um capacete. O tipo de trenó que é utilizado noskeleton (assim chamado porque faz lembrar um esqueleto humano) não dispõe de volante ou leme, pelo que, para fazer corretamente as curvas, o praticante tem de fazer peso com o próprio corpo de um lado para o outro.

Luge

luge, ou trenó ligeiro, é a terceira modalidade olímpica de descida em trenó, muito parecida com o skeleton, mas neste caso o praticante deitado de cabeça para cima. Como acontece com o skeleton, no luge o trenó não tem volante: o próprio praticante tem de balançar-se ligeiramente para que possa virar e fazer as curvas. Este desporto pode ser praticado individualmente ou em pares.

Glacial Hydrospeed

É possível que já tenhas praticado hydrospeed nos meses de verão: este é um desporto que consiste na descida de águas vivas (por exemplo, rios) sobre um trenó flutuante. Para nos deslocarmos, temos umas barbatanas de mergulho nos pés. O especialista em canhões Gilles Janin e o guia de montanha Claude-Alain Gailland levaram este desporto mais longe ao realizar percursos através das paredes do glaciar Aletsch na Suíça.

Escalada no gelo

Idêntica à escalada tradicional, mas trocando as rochas pela neve dura ou gelo. No caso de escalada no gelo, a dificuldade é marcada pelo grau de dureza da neve, além da inclinação da parede a subir: quanto mais macia for a neve, mais fácil será a subida, embora tenhamos de fazer mais esforço para nos movimentarmos na neve. O cenário ideal para escalar seria o de uma cascata gelada, como a cascata de Jagäla na Estónia, perto do golfo da Finlândia.

O inverno pode ser uma estação fantástica para os desportos de aventura: não fiques a dormir no sofá e atreve-te a experimentar as nossas sugestões.

Imagens | Wikipedia #1 #2 #3 #4 #5 #6