Atualmente, os murais dão lugar aos cartazes publicitários porque são mais fáceis de mudar e de atualizar. Mas ainda há muito pouco tempo atrás era bastante habitual as marcas anunciarem através de grandes murais nas fachadas dos edifícios. Às vezes pintados e outras vezes com mosaicos decorativos feitos em azulejo.

Um exemplo fantástico deste tipo de murais é o que encontramos na parede da Young Brothers Pharmacy, uma farmácia localizada em Cartersville, uma pequena localidade do norte de Atlanta, no coração do estado norte-americano da Geórgia. Mas este não é um mural qualquer: é o mais antigo da Coca-Cola que se encontra conservado!

O mural foi pintado por um comercial da Coca-Cola, em 1984, que aproveitou a fachada lateral de tijolo do edifício (lembra-te que a Coca-Cola antes era vendida em farmácias) e que se podia ver desde a estação de comboios do outro lado da rua.

Muitos anos depois, quando Dean Cox começou a trabalhar nessa farmácia, em 1960, o mural continuava com o anúncio da Coca-Cola, ainda que tivesse sido retocado várias vezes. Era a própria Coca-Cola que tratava de manter o mural em perfeitas condições. No entanto, Cox ouviu rumores de que debaixo de todas essas camadas de tinta existia o primeiro mural da Coca-Cola. No início dos anos 80, decidiu escrever aos arquivos da companhia em Atlanta, que confirmaram a sua teoria.

Cox dedicou vários anos a investigar o mural e acabou por decidir que seria boa ideia restaurá-lo. Então, em 1989, contratou Alison Free e Aggie Ferguson, duas mulheres especializadas em recuperar cartazes antigos de Coca-Cola. Durante várias semanas, retiraram mais de 25 camadas de tinta até chegarem ao mural original, que restauraram, cuidadosamente, de forma a devolver-lhe a vida.

Muitos anos depois, quando Dean Cox começou a trabalhar nessa farmácia, em 1960, o mural continuava com o anúncio da Coca-Cola, ainda que tivesse sido retocado várias vezes.

A restauração do mural causou um enorme rebuliço e chegou aos jornais de todo o país. Tornou-se num local de visita obrigatória para os amantes e colecionadores de Coca-Cola, que, em muitas ocasiões, viajam até Carterville apenas com o intuito de verem o mural com os seus próprios olhos.

Para Cox, foi uma enorme honra ter ajudado a recuperar parte da história de Coca-Cola, que considera estar estritamente ligada com a da farmácia, e está muito orgulhoso de ter conseguido manter as duas tradições durante tantos anos. “É importante para mim porque tive o mesmo trabalho, no mesmo lugar, durante 50 anos, e é algo que não vai desaparecer assim tão rapidamente”.