Cada primeiro domingo do mês de maio é diferente e especial, porque se celebra em Portugal o Dia da Mãe. Mas porquê esta data? Vem conhecer mais um pouco sobre a história do dia que comemora todo o trabalho e carinho que as mães nos dão.

A origem deste dia tão especial remete-nos para meados do século XIX, quando em 1865 e 1866, Anna Maria Reeve Jarvis, uma importante ativista social norte-americana e defensora dos direitos laborais da mulher, organizou as Mother’s Day Meetings, umas reuniões em que as mães se juntavam para falar e discutir temas da atualidade.

No entanto, foi apenas em 1914 que foi criado o que é hoje conhecido como o Dia da Mãe. Anna Jarvies faleceu em 1905, mas não foi por isso que o seu legado não foi reconhecido. A sua filha, para homenagear o seu trabalho, começou uma campanha a ser realizada uma vez por ano para celebrar o trabalho das mães. E conseguiu, 10 anos depois, que o presidente dos Estados Unidos da América, Woodrow Wilson, instaurasse esta comemoração pública.

Curiosamente, o dia da Mãe não é comemorado simultaneamente em todo o mundo. Em Espanha e em Portugal (e também na Hungria, Lituânia, África do Sul e Roménia) tem lugar no primeiro domingo de maio, enquanto que na maioria dos outros países é celebrado no segundo domingo de maio ou em outro dia fixo durante o mês. Depois, há alguns outros países que comemoram em datas diferentes, como o Reino Unido e a Irlanda, que é no quarto domingo da Quaresma.

Seja como for, é um dia para reconhecer o trabalho de todas as mães do mundo e a Coca-Cola quer aproveitar a ocasião para mostrar cinco anúncios vintage para homenagear este dia.

Neste anúncio dos anos 30 podemos ver uma menina a oferecer uma Coca-Cola à sua mãe, que se encontra a coser. “Chegou a hora da pausa… Mãe. Coca-Cola, a pausa que refresca”.

Neste anúncio de 1950 vemos uma menina a servir uma Coca-Cola à sua mãe num dia quente de primavera. Hospitalidade é a mensagem chave. 

“Coca-Cola é a bebida perfeita para descansar do teu passatempo favorito”, segundo reza este anúncio de 1957 que ilustra uma família a realizar em conjunto aquilo que parece ser um puzzle. 

Este anúncio publicado do México em 1969 utiliza uma citação de Antonio Mediz Dolio para agradecer às mães todo o seu trabalho: “Mães admiráveis são sempre abençoadas… Que nos deram tudo sem pedir nada”.

 

 

 

 “Se és um modelo a seguir para a tua filha, ela nunca se sentirá sozinha”, é a mensagem que este anúncio de 1985 nos transmite.