O verão está a chegar. A estação do ano mais desejada presenteia-nos com sol, calor e tardes intermináveis – não há motivo para não a aproveitar da melhor maneira. E por que não passear de descapotável? O ar fresco no rosto, os cabelos ao vento, a música a soar na rádio… tudo parece perfeito. E se o automóvel tiver máquina de gelados e de pastilhas elásticas e um pequeno minibar para desfrutares de uma Coca-Cola bem fresquinha? O Ford Fairlane de 1955, um autêntico automóvel cocacolizado de Bob Haas, une as suas paixões: Coca-Cola e os carros vintage.

Haas, que coleciona Fords dos anos 1954, 1955 e 1956 há 25 anos, já se deparou com algumas dificuldades, como encontrar o automóvel “perfeito”.  Foi um amigo que, em 2003, lhe sugeriu que não deixasse escapar esta oportunidade. O amante de vintageseguiu o seu conselho e comprou-o por 300 dólares (265 euros).


Um carro para ver e tocar

Em vez de restaurá-lo para se manter fiel ao original, Haas decidiu “criar algo único”. Soldou as portas traseiras, removeu o teto e decorou-o ao estilo de Coca-Cola, enfeitando com objetos relacionados com a marca.

Haas guardou o Ford Fairlane na sua casa em Michigan (Estados Unidos), até que começou a unir esforços para fazê-lo funcionar, o que demorou três meses. “Reparei que o carro tinha apenas 56.000 quilómetros e pensei que seria bom começa-lo a fazer andar.”, relata. Dito e feito! Desde então, Haas e a sua esposa Lorraine têm dado uso ao carro, utilizando-o para passear. “Funciona muito bem: podemos ir com ele a todos os lugares”, disse Haas.

A sua filosofia a respeito desta valiosa peça de 4 rodas é manter as portas abertas para toda a gente. “Os apaixonados porCoca-Cola guardam as suas coleções e aquisições em sótãos ou outros lugares fechados, mas eu quero que as pessoas vejam este carro e que desfrutem dele.” Nos seus passeios, Haas costuma convidar os mais curiosos para entrarem no automóvel e comerem um gelado ou uma pastilha elástica e desfrutarem de uma Coca-Cola. Também permite que as pessoas subam para tirar uma fotografia ao lado do manequim vestido a rigor aos anos 50, como podes ver nas fotografias. “Nas exposições de carros antigos normalmente vejo o cartaz “Olhe, mas não toque”. Esta não é, de todo, a minha filosofia com este magnífico Ford Fairlane.”